Resenha | Sete Minutos Depois da Meia-Noite ( A Monster's Call, 2016 )


O longa traz a história de Connor O’Malley (Lewis MacDougall), um garoto que se sente invisível. Sua vida é cheia de problemas: a mãe (Felicity Jones) enfrenta um câncer, a avó (Sigourney Weaver) não gosta muito do neto, seu pai está sempre ausente (Toby Kebbell) e os seus colegas de escola não o deixam em paz.

Cada vez mais fechado em seu próprio e imaginativo mundo, o menino começa a ter pesadelos horríveis com a mãe, até que surge um Monstro na sua janela. Uma árvore colossal que cria vida e promete-lhe três histórias em troca de uma quarta.


O drama fantástico imediatamente lembra clássicos do gênero como "Onde Vivem os Monstros" e "A História Sem Fim", ambos sobre crianças enfrentando dramas de crescimento com amigos imaginários.

Filme começa bastante morno e, de certa forma, até um pouco “infantil”.  Sete Minutos Depois da Meia-Noite se disfarça de filme de fantasia. O roteiro bem amarrado, de responsabilidade do próprio autor do livro ( Patrick Ness), traça um paralelo da fantasia do tal “monstro” com as reações do menino Connor, que o usa como uma válvula de escape, uma justificativa para extravasar todas as suas frustrações, e eu só entendi essa  construção de personagem mais próximo do final filme.

Sete Minutos Depois da Meia-Noite  acerta quanto a parte estética, com efeitos visuais de bom gosto e bem executados, assim como a fotografia que focam numa paleta de cores mais escura, acinzentada, que combina perfeitamente com o momento do protagonista. Lembra em alguns momentos o estilo dos filmes de Tim Burton.


Liam Neeson faz a cavernal voz da criatura e narra a história sobre a complexidade da natureza humana e consequências. As histórias são animadas como se fossem em aquarela - algo que tem um significado especial no filme - e são todas belíssimas.

Triste, mas cheio de otimismo, é um longa surpreendente e marcante que te faz  ficar reflitão e pensativo, sobre como às vezes é preciso assumir que seu lado humano fala mais alto do que os“monstros” criados por ele.


- Trailer -


- Avaliação do Manguaça (Mario) -



Ei! Não deixe e nos seguir nas redes sociais:
Manguaça Nerd no FacebookManguaça no TwitterManguaça Nerd no Google +Manguaça Nerd no YouTubeManguaça Nerd no Instagram

Resenha | Sete Minutos Depois da Meia-Noite ( A Monster's Call, 2016 ) Resenha | Sete Minutos Depois da Meia-Noite ( A Monster's Call, 2016 ) Reviewed by Mario Vianna on 12:00 Rating: 5

Sobre o Mario: Pseudo-escritor, cronista e blogueiro, devorador de pizzas e sushis, sommelier de cervejas mas acaba escolhendo sempre a mais barata. Apaixonado por cinema, Alice e Tarantino mais queria mesmo é ser Woody Allen. Facebook | Twitter

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.